26/03/2017

Conheça 5 benefícios da erva-cidreira
As benfeitorias da erva-cidreira vão desde a melhora da digestão até o combate de gripes e resfriados

 

Bastante conhecida pelos seus efeitos medicinais, a erva-cidreira ganhou status de fitoterápico. E não é à toa. A planta traz diversos benefícios para a saúde. Confira 5 dessas benfeitorias que a erva cidreira é capaz de trazer ao organismo.

 

1. Calmante

 

Para quem sofre de ansiedade ou vive estressado, a erva-cidreira pode ser um grande alívio. Isso porque a planta tem óleos essenciais que possuem efeito calmante e sedativo. Inclusive, esses óleos são utilizados em técnicas de massagens para relaxar ainda mais. 

 

2. Melhora a digestão

 

“A erva-cidreira apresenta um bom efeito antiespasmódico, ou seja, ajuda a reduzir a dor localizada no estômago, intestino ou bexiga”, explica Andréia Carrara, nutricionista clínica e esportiva. 

E isso acaba trazendo melhorias ao sistema digestivo, evitando problemas gástricos, principalmente aqueles derivados do nervosismo. Também por ajudar a relaxar a musculatura do estômago e intestino, a erva-cidreira é considerada uma ótima alternativa contra gases. 

 

3. Xô, micróbios e bactérias!

 

A erva-cidreira é composta ainda por muitas substâncias e antioxidantes que, em conjunto, são capazes de agir contra micróbios e bactérias, reduzindo as chances de proliferação de doenças. Além disso, a planta também ajuda a acelerar o processo de cicatrização.

 

4. Combate febres e resfriados

 

Por ter a função antibacteriana e antifúngica (contra fungos), a erva-cidreira dá uma mãozinha a mais na luta do organismo contra febres, gripes e resfriados. Além disso, a planta é rica em vitamina C, poderoso antioxidante que estimula o sistema imunológico contra infecções, assim como combate os radicais livres.

 

5. Adeus, inchaço!

 

Para as mulheres que sofrem com a retenção de líquidos, a erva-cidreira, principalmente o chá da planta, possui um bom efeito diurético. E o melhor é que qualquer pessoa pode fazer uso da bebida, ou da sua versão em cápsula.

 

“Somente quem for alérgica a qualquer composto químico da erva-cidreira, ou pacientes que utilizem medicamento para o tratamento de disfunções da glândula tireoide, não podem fazer uso da planta”, ressalva a nutricionista.

 

E quanto aos efeitos colaterais, Andréia conta que, devido a ação calmante, a erva-cidreira pode diminuir a frequência cardíaca e causar sonolência. Portanto, não ultrapasse o consumo de 2 ou 3 xícaras por dia. Assim, é possível aproveitar todos os benefícios da erva cidreira e só ganhar saúde.

 

Fonte: A Revista da Mulher